quinta-feira, 29 de abril de 2010

BOA PRA QUEM ?

Após alguns anos de terapia, descobrí que sou "um horror".Eu, que já cheguei a me achar , "tão boa, tão pura",tão desprendida em algumas ocasiões, e volta e meia me questionava "por que fizeram isso comigo ?" agora sei que não sou e nunca fui nada disso...

Muitos de nossos atos "bondosos" são feitos por culpa, ou por "querer receber uma "recompensa" lá na frente", seja dos homens ou de DEUS...

Muitas vezes a gente ouve uma pessoa falar da outra .

- Nossa, fulana é tão boa !

Eu agora já começo a perguntar :

- Boa pra quem ?

Algumas pessoas consideradas "bondosas" , muitas vezes se julgam acima do bem e do mal. Quando eu ouço alguém falar "ah, eu adoro ajudar os outros", percebo uma grande vaidade e desejo de reconhecimento por trás de uma fala dessas.



“A bondade consciente é uma conquista interna, espiritual. Ela só pode ser exercida plenamente quando não encobre desejos de manipulação. O exercício da bondade também não pode ser usado para suprir nossas próprias carências de afeto, ou as carências de afeto de outras pessoas”
, diz Amnéris Marone, psicoterapeuta


“Uma pessoa só é capaz de praticar a bondade real depois que conhece a si mesmo e aceita seu lado mais sombrio, sua própria agressividade e destrutividade”. Isso quer dizer que quem pratica o bem dessa forma consciente o faz de maneira saudável: não se julga “bom”, “santo”, “puro”, mas um ser que tem aspectos positivos e negativos, que é capaz de ser ciumento ou arrogante numa ocasião, mas também generoso e solidário em outra."


Tive uma enorme identificação com esta MATÉRIA, que está na íntegra na
REVISTA VIDA SIMPLES deste mês.
É só clicar em cima para ler a matéria toda.

6 comentários:

Cynthia Barreto disse...

Acho que ninguém, por mais boa ou bom que seja está acima do bem e do mal... Todos tempos uma pitada de maldade!

Bjks!

Paula disse...

Poius é, pois é, vivendo e aprendendo! Principalmente sobre nós mesmas, essa pessoa tão desconhecida. Quando será que a gente vai largar mão de querer agradar todo mundo?
Uma semana iluminada!
Ah, tô indo lá conferir a revista.

Mônica disse...

Eu queria ser totalmente boa. Mas não boba. As vezes sou má, chata e bem burrinha.
com carinho Monica

Alma Inquieta disse...

Olá Mónica!

Muito obrigada pela visita e pelas palavras tão bonitas que me deixa.
Fico muito feliz por isso.

Voltarei..., se Deus quiser!

Um beijo e boa semana.

Mariana disse...

Boa pra quem? Dificil responder essa pergunta.
bj

Carmem Tristão disse...

ixi... eu acho que a carapuça serviu... é tão difícil nos assumirmos...