domingo, 28 de novembro de 2010

HERMÓGENES E A "ARTE" DE SOFRER



Estou relendo o "velho" e bom HERMÓGENES. Quanta sabedoria ! Quanta coisa ainda a aprender com ele !

Eis o trecho de um de seus livros, IOGA PARA NERVOSOS:

"Para todos que sofrem eu sempre digo : "parabéns !" Está estranhando ? Repito. Reafirmo : parabéns aos que sofrem ! Você não entendeu mal não . O que disse foi mesmo : parabéns a todos que sofrem !

Não tenho peninha de quem sofre. Tenho dó, isto sim, de quem, cedo pelo prazer e pelas facilidades da vida material, gasta a existência inutilmente, vâmente, estupidamente...

Os que sofrem, com a bênção do desafio, sob os impactos da dor, provocados pelas dificuldades, aprendem a descobrir soluções, a achar remédios, a criar táticas, portanto aprendem a amadurecer, a se desenvolver interiormente.

Os gozadores , os "doce vida", iludidos, dormidos, perdem a oportunidade de existir, pois nada realizam de profundo, de eterno, de válido e grandioso. E findo o gozo, caem no tédio , no vazio...

A criatividade , a iluminação, a libertação, a maturação espiritual jamais têm lugar se não existirem os desafios, os desconfortos, as preciosas inseguranças, sem os momentâneos ou continuados golpes benditos da adversidade....

Os hedonistas, que só buscam o prazer, entorpecidos pelo gozo, se enfraquecem , enlanguescem as fibras, e assim se perdem.

Os que sabem sofrer sacam proveito da dor, e é assim que despertam , crescem , evoluem e fecundam o mundo com suas obras , seus pensamentos, suas vibrações de coragem e lucidez, principalmente com seu exemplo de heroísmo, resistência e intrepidez serena.

Para você, quem merece os parabéns : os que estão sendo atraídos e consequentemente traídos pelos prazeres e pelo conforto ou os que enrijecem as fibras da alma na batalha da vida ?"

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

TERAPIA COM IYANLA VANZANT


"Quando eu era bem pequena, aprendi a medir meu valor através do que eu fazia e não de quem eu era. Quanto mais eu fazia, mais valor me dava. Quanto mais valor eu me dava, mais coisas buscava fazer.Eu era uma pessoa do tipo "faça mais e melhor". E você acha que eu fazia as coisas que gostava de fazer ? Eu não !
Gente do tipo "faça mais e melhor, acaba se tornando gente do tipo "faça mais , melhor e mais rápido", o que acaba transformando o "fazer" em tédio.
Pode acreditar numa coisa : gente do tipo "faça mais, melhor e mais rápido" , como eu era , não gosta de trabalhar. Simplesmente não sabe parar . Por fim, até mesmo as coisas divertidas dão trabalho.
Trabalhamos do amanhecer ao anoitecer com medo de parar, com medo de perder nosso valor ao olhos dos outros. Mais ainda, de perder valor aos nossos próprios olhos.É esta forma de viver "fazendo mais, melhor e mais rápido que leva ao desequilíbrio físico, mental e emocional."



Trecho do livro : UM DIA MINHA ALMA SE ABRIU POR INTEIRO

domingo, 21 de novembro de 2010

DICA DE ECONOMIA : Da Série FAÇA O QUE EU DIGO MAS NÃO FAÇA O QUE EU ( ainda ) FAÇO



Você é daquelas que , como eu "era" antes, se empolgam com os inúmeros parcelamentos e possibilidades do CARTÃO DE CRÉDITO ?

Dica da Consultora financeira Elaine Toledo , para usar com sabedoria nas "comprações" de Natal :

1- Se tiver dinheiro para comprar a vista , consiga um desconto ( tente 10%, quem não chora , não mama )

2- Caso a loja não dê desconto a vista ( como nas grandes lojas de varejo ) parcele a compra e coloque a quantia correspondente ao restante na poupança.
Ex : Você tem mil reais para a Máquina de Lavar que custa esse valor e será parcelada em 10 vezes sem juros. Ao terminar de paga-la, terá 60 reais de lucro. Dá pra comprar ingressos de cinema ou colocar gasolina no carro, diz Elaine.

Como ainda estou na fase de me disciplinar, e quero poupar para poder fazer uma viagem mais "empolgante" este ano, a melhor solução que encontrei até agora foi "esquecer" o CARTÃO DE CRÉDITO trancado numa gaveta e pensar 05 vezes antes de "soltá-lo"

terça-feira, 16 de novembro de 2010

A IDADE DOS MILAGRES




"Quanto mais ignorarmos as cicatrizes de nossa infância, tanto mais elas crescerão. Se não recuperarmos a criança que fomos um dia , nosso adulto não terá a mínima chance"

"O milagre da maturidade é que nada do que aconteceu antes exerce qualquer influência sobre o que é possível agora, com uma exceção : aquilo que você aprendeu no passado pode ser o combustível para um futuro magnífico"

"Os milagres estão disponíveis a qualquer momento , principalmente quando trazemos à tona o melhor de nós.
Não é a quantidade de anos que vai determinar a vida que teremos agora, mas a quantidade de amor"


As frases são do livro A IDADE DOS MILAGRES, de Marianne Williamsom, que se tornou um amigo de cabeceira. Toda noite eu leio um pouquinho mais,para reforçar as coisas boas que aprendo.O livro é uma espécie de terapia psico-espiritual ( se é que existe isso ) que nos estimula a "buscar mais as coisas do alto" de forma libertadora e verdadeira. É uma injeção de ânimo para que possamos reescrever o roteiro de nossas vidas ao invés de simplesmente reencenar os dramas do passado.

terça-feira, 2 de novembro de 2010

TRANSFORMAÇÃO




Para ser grande, sê inteiro: nada
Teu exagera ou exclui.
Sê todo em cada coisa.

Põe quanto és
No mínimo que fazes.

Assim em cada lago a lua toda
Brilha, porque alta vive


Fernando Pessoa


Acordei com esta frase/poesia na cabeça, uma vontade de ser inteira pra mim mesma, para as pessoas que lêem meu Blog, para os que convivem comigo no dia-a-dia.

Vontade de assumir cada parte maluquinha de mim,minhas inquietações, meus traumas e minha ( pouca ) "sabedoria" aprendida com a vida nestes looooongos anos.

Assumir o quão pouco eu sei ainda sobre a vida, e o quanto tenho que aprender com as pessoas.

As vezes é angustiante saber que não estou pronta. E que esta evolução é lenta.

Ao mesmo tempo é libertador e saudável saber que ainda sou uma "criança" da vida.