terça-feira, 9 de junho de 2009

SER PROATIVO NO AMOR



Hoje acordei pensando em como perdemos tempo esperando que as pessoas demonstrem pra gente um "amor de novela". Como assim ?


Nós mulheres, por exemplo, sempre esperamos que o homem chegue, diga que nos ama, diga que nos quer em seus braços, diga que nós somos a mulher da vida dele,que não podem viver sem a gente, etc, etc, etc....


Olha, se eu fosse esperar por isso, te digo, estaria solteirona até hoje.....Não que meu marido não tenha dito coisas gostosas e bacanas de ouvir. Outro dia encontrei um cartão dele dizendo : VOCÊ É TODA A FARINHA DO MEU PIRÃO ! Quer algo mais "profundo" do que isso ?


O "amor de novela" o "amor romântico" nos faz idealizar um ser que não existe. Como um amigo meu , cuja esposa se separou dele "porque ele era pouco romântico" Ele reclamou comigo que até mesmo o fato dele comprar uma papa de milho no supermercado ( se lembrando dela ) era uma prova de amor. Resultado: falta de comunicação e muito sofrimento de ambas as partes até hoje.


Li um livro muito legal chamado “O oitavo Hábito”, de Stephen R. Covey. Ele fala da importância de cultivarmos relações verdadeiras e afetivas em nossa vida profissional e pessoal. Com essa cultura do “descartável”, as pessoas também se tornaram descartáveis, umas aos olhos das outras. O que o Stephen “prega” é diferente:procurar nas pessoas alguma coisa para ama-las, mesmo que sejam seus defeitos....Eis um trecho bacana do livro :

Ilustrarei isso contando uma história que repito muitas vezes,
que mostra como o amor e a confiança se tornam verbos. Estava dando um seminário quando um homem se aproximou e disse :

- Stephen, estou gostando de sua exposição. Mas cada história é uma história. Veja meu casamento. Estou muito preocupado. Minha mulher e eu não estamos sentindo o que sentíamos. Acho que deixei de ama-la e ela também já não gosta de mim.O que posso fazer ?

- Já não há mais um sentimento ? –perguntei.

- É isso mesmo. E o que me preocupa é que temos três filhos. O que você sugere ?

- Ame-a

- Você não está entendendo . É justamente o amor que está faltando em nosso casamento.

- Então, ame-a . Se o sentimento não está mais lá, mais razão para amá-la.

- Mas como amar quando já não amamos ?

-Amigo, amar é uma ação. O amor- o sentimento – é fruto de amar. Então ame-a .

Sacrifique-se. Ouça-a . Ponha-se no lugar dela. Mostre seu apreço. Dê-lhe força. Está disposto a fazer isso ?

Na grande literatura de todas as sociedades progressistas, amar é um verbo. As pessoas REATIVAS tornam o amor, um sentimento. Elas são levadas por sentimentos. Hollywood nos fez acreditar que não somos responsáveis, que o amor é um sentimento. Mas os roteiros de Hollywood não descrevem a realidade. Se nossos sentimentos controlam nossas ações é porque abdicamos de nossa responsabilidade e lhes demos autorização par nos controlar.

As pessoas PROATIVAS fazem do amor, um verbo, amar.

Amar é algo que fazemos, sacrifícios que fazemos, é a doação de nós mesmos, como a mãe que põe uma criança no mundo. Se quiser estudar o amor, estude os que se sacrificam pelos outros, mesmo por pessoas que os ofenderam ou que não lhes devolvem o amor. Se você for um pai, olhe o amor que tem pelos seus filhos, os sacrifícios que faz por eles. O amor é um valor que se atualiza por ações. As pessoas proativas subordinam os sentimentos aos valores. O amor, um sentimento, pode ser reconquistado.


>"Quero um amor maior....
Amor maior que eu ...."
Jota Quest

P.S.- Já me indicaram um livro chamado
AS CINCO LINGUAGENS DO AMOR, alguém já leu ?

FELIZ DIA DOS NAMORADOS !

Ah, pra quem interessar possa : a "CEROULA" já foi estreada e fez sucesso !

11 comentários:

Wlady disse...

Oi Monica! Fiquei feliz com sua visita no meu blog, volte sempre!
Menina, seu blog é demais! Adorei o texto “Ser proativo no amor”, realista, objetivo, sacudiu!!!
Que chique lá em gramado hein! Como gostei daqui, com certeza passarei sempre para te visitar.
bjk

Gina disse...

Concordo com a tese do Stephen. Não podemos esperar nada de ninguém, devemos dar o primeiro passo e amar assim mesmo. Sabe que o reconhecimento acaba chegando um dia, se persistirmos nas atitudes carinhosas, em agradar, fazer as coisas que os maridos gostam...
Recebi ontem um e-mail lindo, vou te mandar.
Bjs.

Roseli de Araujo Gomes disse...

Bom dia!!
Concordo com o texto!!!

Eu tb estaria solteirona se esperasse iniciativa masculina... risos

Feliz Dia dos Namorados!!

lika disse...

OLÁ QUERIDA,AMEI SUA POST,DIZ TUDO ,ESTOU CASADA HÁ 6 ANOS E É ASSIM MESMO,AOS POUCOS A PAIXÃO FICA MENOS INTENSSA,DANDO LUGAR AO COMPANHERISMO,A CUMPLICIDADE,AS TAREFAS DIÁRIAS E AOS FILHOS,MAS ISSO NÃO QUER DIZER QUE NÃO EXISTA AMOR,ELE FICA MAIS SERENO,ELE ESTÁ ALI,QUEM SABE NOSSOS NAMORADOS,MARIDOS,COMPANHEIROS NÃO DEMONSTREM ESSE AMOR COMO NÓS GOSTARÍAMOS,MAS PODEMOS TER CERTEZA ELES NOS AMAM NA MAIORIA DAS VEZES,MAS DA MANEIRA DELES...
TENHA UM FELIZ DIA DOS NAMORADOS
UM ABRAÇO
LIKA

BRUXINHA disse...

Ahahah, eu aqui lendo seu texto toda séria, pensando no que estava lendo, se concordava ou não ,e ai vc vem me contar que a ceroula foi estreada com sucesso, kkkkkk, ótimo, eu sabia que aqui no sul com o frio que fez nos dias que estavam aqui ele não ia abrir mão de usar a ceroula. Pergunto agora , não fica charmoso ???? hehhehehe
Mas ai falta contar da viagem , faz um post bem lindo de lá pra eu matar as saudades que estou de GRAMADO , bjs

Heloísa disse...

Mônica,
Acho que há muito de verdade nessa tese. É preciso querer, é preciso empenho numa relação amorosa e, muitas vezes, é preciso esforço para que o amor dê certo.
Beijo

Carolina disse...

Te indico Contra o Amor, que apesar do título é somente uma polêmica e como tal nos faz enfrentar os mitos e ditos do tão esperado amor. sublime amor no dia a dia.
Ótimo!
bom feriadinho
bjos meus

Ana disse...

Oi Mônica, obrigada pela visita. Adorei!
A receita pra ser feliz é não condicioná-la.
O livro que estou lendo (do Mario Vargas) é bem bacana. Ele dá dicas de como se tornar um bom escritor. Vale pra todo mundo, inclusive para nós blogueiros, rsrs
beijos,

irineu xavier cotrim disse...

por que inventadeira?

Alicinha disse...

Amei esse post, vem de encontro a tudo que eu estava pensando ultimamente sobre meus relacionamentos!
bjs

Mayara disse...

Moniquinhaaaa!!!

Nossa...Adorei!!! Sempre que vc postar me avisa!!!

Beijos