quarta-feira, 19 de agosto de 2009

AMAR "DEMAIS" NÃO DÁ CERTO !









É madrugada, e eu perdí o sono....

Subitamente me deu uma vontade louca de vir para a Internet , "conversar comigo mesma".....

Quando escrevo, faço uma verdadeira terapia....Coloco tudo o que está no meu inconsciente pra fora.....É como "lavar uma caixa d´agua"....

Depois de me auto-perguntar trezenas e milhões de vezes por que eu "me faço" de tão boazinha assim, já me respondí.....E daí ? Não adianta nada saber a resposta.....O negócio é mudar de atitude....

Entrei no Blog da NANA, o MANGA COM PIMENTA, e com a história que ví , O CASO S.


Lembrei de tres livros que são "doloridos", mas que podem ajudar a transformar a vida das mulheres ( nós ) em algo mais empolgante :


MULHERES QUE AMAM DEMAIS,
EU QUE AMO TANTO e o auto-ajuda MULHERES QUE FAZEM DEMAIS ( ou que pretendem ser mulher-maravilha, como eu já pretendi ser, só para "agradar" )


Digo que não é fácil ler estes livros sem se comover ou se identificar com eles ( de forma dolorida ) . Mas vale a pena a busca por uma vida mais plena .....

5 comentários:

BrokenAngel disse...

Sofro disso... sei bem o que é...

Cybele Belschansky disse...

É, Monica, o que temos percebido nós, mulheres sensíveis, é que tudo aquilo que milhares de anos nos foi roubado está sendo cobrado com juros pelo nosso inconsciente coletivo. São milhões de mulheres a se questionar por que de determinadas emoções, do que acontece ao seu redor,porque deixamos muita coisa acontecer.
No fundo, o que nossa natureza quer é a Paz (com maiúscula), entrarmos em sintonia com a Natureza Universal e Criativa (que a meu ver não deveria ter sexo masculino, pois constrói e colabora). Depois de um tempo de tanto pensar, o negócio é agrupar as boas amigas (aquelas que nos dão puxão de orelha quando merecemos) e tocar o barco pra frente. Um dia o mundo estará preparado para a Paz. Por enquanto, vamos só regando...

CHEIRO DE FLOR disse...

Ô Mônica, acho que desse mal nós mulheres sofremos demais! tô sem namorada há tempos, e a única coisa que tô achando bom é que não tô sofrendo. (medo de me aucustumar com a solidão)
xeros pra ti, adorei seu blog!!!!

MULHER BÁSICA disse...

Temos q aprender a NOS amar mais...aí tudo seria beeeeeem melhor...

Ana Filipa disse...

Obrigada pela partilha, por nos lembrar desta "condição" feminina. Já apontei a sugestão de leitura. Os dois primeiros títulos já se cruzaram comigo numa prateleira qualquer!