segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

CORRIGINDO ERROS QUE SE REPETEM



Uma vez, li não sei onde ( eu sempre leio as coisas e não lembro onde, agora comecei a anotar ) que para você deixar o AMOR entrar, você tem que acolher os seus sentimentos menos nobres, como a raiva , por exemplo....

Estou "trabalhando" na terapia meus "erros que se repetem".Sou meio "passional" com minhas amizades ( incluindo funcionários e clientes ) , me empolgo demais com as pessoas, me deixo invadir demais. Viro logo "AMIGA DE INFÂNCIA" , e acabo contando minha vida toda, se deixar passo o número da identidade, CPF e até a senha do banco.

Depois de um certo tempo cai a ficha : "Putz, falei demais !" "Me empolguei demais "

Com a ajuda da terapia já constatei que adoro "abrir espaços para as pessoas", me "deixando usar por elas" . Foram muitos os "clientes" que viraram "amigos" e nunca mais quiseram me pagar pelos trabalhos.

Só que depois eu fico com raiva. MUUUUUUUUUUUUITA RAIVA. Aí , já era. Acabo enjoando da cara da pessoa , e , nunca mais quero vê-la.

Ou seja: vou ao pico da "EMPOLGAÇÃO" para o fundo do poço da "DESEMPOLGAÇÃO"

To trabalhando para que esta "EMPOLGAÇÃO" seja menor ao conhecer as pessoas, e que eu seja mais cautelosa, para não ser aquela que passa do "fogo" para o "gelo" com tanta gente. Não existe gente tão "especial" que não tenha defeitos.

E to trabalhando os meus limites também para chegar para as pessoas e dizer : "Êpa , esta aqui sou eu !"

Um dia eu aprendo.

Por enquanto , é só um pequeno desabafo.

11 comentários:

café e chocolate disse...

LI TUDO, ACHO QUEVCNÃO DEVE MISTURAR O LADO DE AMIZADE PARA O LADO PROFISSIONAL,SÓ.AMIGO QUE É AMIGO SABE SEU LIMITE BJOS.

Jonatas disse...

Que lindo sabia ...embora seja algo que não te favorece, mas confiar nas pessoas é lindo. Ainda acho que o problema real não está em você, mas naqueles que se valem da sua virtude para praticar "DESVIRTUDES". Mas está óbvio que vc precisa mudar, infelizmente!

Grande abraço

Telma Maciel disse...

Ó! Tá falando de mim num passado recente? rs
Às vezes eu ainda caio nessa coisa de confiar demais e me entregar demais, mas corto logo. A gente aprende, um dia e vai minimizando essas coisas...
Bjks

Bordados e Retalhos disse...

Monica, não se preocupe pois acho que muitos de nós aqui na net nos identificamos com vc. Também sou assim e as vezes fico triste. Porém percebi que mudar,ou me policiar é perder minha auntenticidade. Então vou levando, cuidado, as vezes com arranhões, mas vou levando a vida. Ah! Marido vai fazer uma desidratadora de alimentode isopor pra mim. Bom pelo menos ele prometeu. Bjs

lika disse...

olá amiga que bom que vc resolveu fazer terapia,tbém sou assim,mas ás vezes a gente acaba se prejudicando com pessoas que são mal influenciadas,amiga se cuida,nada de deixar de ser simpática e fazer amigos só que cuidado...tenha uma ótima semana
um abraço
Lika

Glorinha disse...

ô Monica, te entendo ,amiga! tb sou assim...já melhorei, mas em algumas circunstâncias ainda meto os pés pelas mãos...quem sabe um dia eu aprendo?
Beijinhos.

Alicinha disse...

Eu ja sou o oposto, crio barreiras demais com as pessoas! As vezes é preciso confiar mais.

Edilza Pinheiro disse...

Temos algo em comum! Você escreveu exatamente o que acontece comigoooo!!!
Estou trabalhando tbm esse meu lado de me empolgar tanto com as pessoas...

Maria Lúcia disse...

Mônica, que incrível! Parece que vc me descreveu! Esta sou eu!!!
Quando descobrir a solução para corrigir esta característica nossa, conte pra mim correeeeeeeeeeendo...rsrsrs, tá?
Beijos.

Mylla Galvão disse...

Eu sou da opinião do "Café & Chocolate"...
Vc deve separar bem o q são amigos e clientes...
Misturar leva mesmo a decepção!
Pense nisso!

Monica Loureiro disse...

Adorei todos os comentários e a cumplicidade de vocÊs comigo...