domingo, 25 de julho de 2010

QUANDO É HORA DE USAR DE VERDADE O PERDÃO




"Acho que perdoar não é dizer: Soltem os assasinos de meu filho. Perdoar é tirar o ódio de dentro de você. É não querer mais o mal da pessoa que fez o mal para você. Então, perdão é uma coisa e justiça é outra. A justiça tem de ser cumprida."

Este foi o depoimento do pai do Ives, garoto assassinado brutalmente há alguns anos atrás em São Paulo...

Esta semana a REVISTA VEJA veio com uma matéria especial sobre o perdão.

Há quatro anos atrás minha família e eu tivemos a "oportunidade" de nos testarmos da pior maneira possível o nosso cristianismo e a nossa capacidade de perdoar.Meu marido quase foi assassinado por uma pessoa da própria família, o próprio cunhado, na época, que já havia agredido sua irmã e sua mãe.

Esta pessoa não foi punida pela justiça ( nem será )apesar de existir um processo no meio , e existe uma criança ( o filho deles ) envolvida na história.

Na época, o que mais apareceu foi gente oferecendo "serviços" para dar um "fim" na pessoa. Até hoje as pessoas me perguntam se não aconteceu nada com ela, ou se nós não fizemos "nada".

Na verdade, faço sim. Procuro fazer muita oração e pensar somente coisas boas e que elevam o espírito. Sei que existe uma LEI DO RETORNO, e nenhuma dívida fica sem ser paga. Sempre acreditei nessa LEI e isso me dá tranquilidade. Mas , como o pai do menino Ives diz, o perdão é uma coisa e a justiça é outra.

Confesso que não foi fácil trabalhar a espiritualidade e o perdão quando é tão próximo assim. Ainda é uma batalha diária.

Pesquisando na Internet hoje descobri a ESPERE, ESCOLA DE PERDÃO E RECONCILIAÇÃO.Uma entidade ecumênica que merece todo nosso respeito e divulgação

Clique aqui para conhecer algumas músicas utilizadas nos encontros da ESPERE:

http://www.espereniteroi.com/Algumas-musicas-utilizadas.php

5 comentários:

Beta disse...

Difícil isso ein...
Tem que ter muito amor no coração para perdoar um ato desses...

bj

Cintia Branco disse...

A diferença entre perdão e justiça é algo que confunde as pessoas ainda, porém as duas são difíceis de alcançar. Para perdoar é necessário um desprendimento difícil de ser processado. E quanto a justiça, as pessoas ainda pensam em formas de realizá-la com as próprias mãos, o que a torna vingança. Difícil isso!
Beijos e boa semana

Valéria Martins disse...

Querida Mônica, que história... Ainda bem que o seu marido foi "quase" e não foi de fato. Cruzes!

Bem, sobre a Bienal, eu vou sim! Vamos nos encontrar lá para um café?

Meu email pessoal é mvalmartins@uol.com.br. Escreve para mim e vamos combinar. Beijocas!

Carmem Tristão disse...

eu recebi a Veja, mas não li ainda. Sei que vai ser muito bom pra mim. Eu costumo dizer que perdoo e "esqueço" as coisas. Mas confesso que não é bem assim.... admito que sou orgulhosa e só perdoo se a pessoa vier me pedir perdão. confesso também que quando perdoo, digo da boa pra fora. admito também ser do tipo faça o que eu digo, não faça o que eu faço, porque quando me deparo com alguém nessa situação eu digo: "o perdão é para VOCÊ. quem te magoou pouco se importa se você perdoou ou não. o perdão é pra te livrar de um fardo, pra te livrar de ficar remoendo o que existe de ruim, e liberar espaço pra você valorizar o que há de bom ao seu redor". ai, monica... perdoar é tão complicado... minhha sogra é espírita e ela me pede demais pra eu tentar praticar a resignação. mas é tão difícil... meu primeiro casamento acabou por causa de violência doméstica. sigo em frente, mas não consigo perdoar. tenh um irmão que já me bateu 4 vezes. duas delas fui parar no hospital. converso com ele, mas diversas vezes já pedi à família pra só me dar notícias sobre ele se ele estiver precisando de sangue, rim, fígado ou medula. e tem também a minha mãe. essa aí me dá cada rasteira! envenena o meu relacionamento com meu atual marido e vive me desrespeitando. e já disse diversas vezes que não gosta das palavras "obrigada, por favor, dá licença, me desculpe". pra viver bem com ela, tem que aceitar tudo e fingir que tudo agrada. complicado...

Mônica, eu sei que isso não se pede, mas você me ajudaria muito se pudesse se tornar seguidora do blog http://abibliadamidiasocial.blogspot.com. É meu cliente e sou eu quem está fazendo o blog. E eu to precisando movimentar a casa. Eu agradeço muitão!

Anônimo disse...

Monica,

Saudades de vc e das nossas conversas no pilates.

Deu tudo certo com o casório. Estou em Floripa e em breve retorno.

Blog continua ótimo.

Grande bj

Betânia