quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

CONSTRUINDO PEQUENAS CERCAS



Eu ainda vou aprender a lidar com perguntas de pessoas invasivas.
Sou o "tipo do cara" que parece uma "casa sem cercas": volta e meia nego está me invadindo.
São aquelas senhoras (sim, porque eu não me sinto uma senhora,e sim uma "menina")que quando reencontram com você depois de anos,e nesse meio tempo parecem paparazzi da revista CARAS:querem saber de toda a sua vida em meia hora.

Todo mundo deve passar por isso na vida.Aquelas perguntas que chegam a doer quando são feitas, e a gente nunca sabe o que responder:

-Mas você se separou? Por que?

-Você não quis se casar?

No meu caso existe a pergunta que mais dói:

-Você não quis ter outro filho?

Aí eu tenho que "abrir o livro da minha vida" e contar a longa e dolorida história de uma gravidez nas trompas, que me fez passar muito mal, seguida de uma depressão que me fez desistir de querer ter outro filho. E aí, parece que a pessoa não se satisfaz e ainda aconselha:


-Ah, mas você é nova...Um filho só não é bom não...


Nada contra as pessoas invasivas que nos querem bem. Mas quem souber de técnicas, ou frases de efeito, para lidar com este tipo de invasão, eu agradeço. Como uma amiga minha uma vez, que se saiu com essa no reencontro com uma velha colega de curso. As duas não se viam há muito tempo:

- Menina, como você engordou!

- É, mas eu continuo muito educada.

7 comentários:

Dama de Cinzas disse...

Eu também sou assim! Impressionante como gente sem a menor intimidade comigo, quer saber da minha vida. Eu já faço minha cara 435, que afasta qualquer chato... rs

Um dia desses a mulher me perguntou no salão de cabeleireiro, alto se eu ia me casar de novo, se eu já tinha alguém. Eu só balancei a cabeça negativamente com vontade de dizer umas grosserias bem pesadas... rs

Beijocas

Mônica disse...

Minha amiga xarazinha
Infelizmente o mundo é cheio de curiosos e curiosas.

com carinho Monica

flavia disse...

Adorei a resposta da sua amiga!rsrsr
essa eu vou guardar é já sei até pra quem vou dar...
Ti entendo muito bem sou casada a 3anos entre namoro noivado e casamento são 7 anos juntos durante esse periodo já tive 2 aborto espontâneo mas sempre que me encontram perguntam: e você não vai querer filho?
e lá vai eu contar a história que machuca muito.Eu sei pelo que você passa é duro.
Obrigado pelo comentário lá no meu blog passa lá quando puder.bjs

Tatá Hermes disse...

Monica,

Em alguns momentos eu não costumo ser educada. Fico 'p" da vida com gente sem noção!

Carmem Tristão disse...

eu também to precisando aprender a dar as respostas que os intrometidos merecem, viu? ouço as mesmas coisas sempre: vc tem filhos? pq não? nossa, como vc engordou! aaahhhh #vatecatar!

Bel disse...

Hahaha eu ri com a resposta final (estou aprendendo novas respostas a cada dia!) mas me solidarizo com você na impaciência com as "senhoras paparazzi" que invadem nossas vidas.

E minha paciência está tão rara, e diminuindo... ai ai, tenho medo de mim.

Vou voltar por aqui, adorei seu estilo de escrever!

danubia disse...

Acabo de encontrar este blog e já vejo que tem um pouco de minha história.
Me divorciei depois de uma gravidez nas trompas e tds que me viam me perguntavam:
e o maridão tá blza?
fiquei sabendo que vcs estavam esperando o primeiro filho e cadê ele?
O pior é que morro de tão sem graça que fico.
Tenho que aprender o que fazer nestes momentos.
rsrsrsrs