sexta-feira, 11 de março de 2011

"POBRES" MULHERES POBRES



Ontem estava conversando com um conhecido, percebi que a esposa dele deve ser uma verdadeira sofredora em termos de finanças pessoais. Ele comentou que a esposa dele vive fazendo "previdências" e ele vive "resgatando".
Percebi que o casamento deles é daquele que a esposa dá uma de "mãe" do marido.Enquanto ela trabalha num emprego fixo cheio de regras e se responsabiliza pelas
Este, se acha no direito de,além de fazer maus negócios o tempo todo,viver de bicos.
Ou seja,detona todo o dinheiro que a mulher ganha.

Sim,mas o que eu tenho com isso ?
A princípio nada.Se eles estão "felizes"assim,ótimo.

Na verdade,além de me considerar uma curiosa do assunto "FINANÇAS PESSOAIS",estou fazendo uma pesquisa sobre "POBREZA NA TERCEIRA IDADE"para a revista
VITRINE DA PRAIA.
Dentro desta pesquisa,descobri que as maiores vítimas de pobreza na terceira idade são as mulheres.E na maioria das vezes,porque colocam a sua vida nas mãos de "terceiros".

E não é o caso de trabalhar fora ou não.Conheço várias mulheres que para trabalhar são como um trator,mas que detonam tudo o que ganham investindo em "sonhos" dos maridos,que muitas vezes se tornam pesadelos depois.

É claro que existe um "ganho secundário"(inconsciente)em deixar-se cuidar pelo outro,mas será que vale a pena?
Questiono isso até mesmo no meu caso...Quantas vezes investi muito mais no sonho do meu marido do que no meu? Muitas vezes ele estava certo,mas outras, me dei mal.Principalmente porque quis cobrar dele isso depois.

Cuidar-se primeiro, para depois cuidar do outro.Talvez aí seja o começo de uma terceira idade mais cheia de possibilidades.

13 comentários:

audiencia da tv disse...

ola monica passando pra dozer que seu blog ta otimo parabens e que eu estou te seguindo ta
se quiser seguir o meu agradeço
tenha um bom dia
abraços e sucesos!!
http://audienciadatvrealtimes.blogspot.com/

Pelos caminhos da vida. disse...

Interessante sua pesquiza, bem dentro de uma realidade vivida na terceira idade, conheço muitas mulheres com estórias de vida assim.

Um bom fim de semana.

beijooo.

Dama de Cinzas disse...

Queria ser boa emocionalmente como sou para lidar com finanças.

Meus dois maridos não sabiam lidar com finanças. O que fiz foi administrar o que meu primeiro marido ganhava e o segundo como ganhava bem menos que eu, isolei a mim mesma para que ele não me arrastasse pra baixo.


Beijocas

Monica Loureiro disse...

Acho que em muitos casos é fazer o que você fez com os seus maridos.

Maria Célia disse...

Boa noite, Mônica
Estou retribuindo sua visita ao meu bloguito e seu comentário delicado.
Parabésn, você escreve muito bem.
Bjo

Bel disse...

Oiê! Vim agradecer a visita e me explicar. Estou na reta final da escrita da dissertação de mestrado (defendo em abril) e estou meio-completamente relapsa com meus blogs.

Mas tenho novidades, o meu livro deve estar chegando, e o de uma amiga blogueira está em fase final de diagramação.

Apareça sempre!

Bjo

Bel
http://publiqueumlivro.blogspot.com
http://deixoler.blogspot.com

Cida disse...

Oi menina! :)

Obrigada pela visitinha ao mosaicos.

Gostei demais do seu blog, e já estou te per[seguindo]...rs

Tenha uma linda semana.

Beijosssss

Cid@

Mônica disse...

Eu tenho um monte de amigas assim. Aé eu penso: graças a Deus não casei.
com carinho MOnica

Adriana Moreira disse...

Querida, Monica!
Adorei sua visita no meu blog! Fica à vontade e seja sempre muito bem-vinda!
Adorei seu cantinho também! Pode esperar que quando puder estarei sempre por aqui! Vc é linda! Bjs

Carolina disse...

É complicado quando se vive a dois porque tem momentos que um investe maisno sonho do outro e abdicado seu.Faz parte do pêndulo do relacionamento. rs Mas só é saudável quando acontece dos dois lados esporadicamente,claro.

bjos

Bergilde Croce disse...

Olá,estou por aqui também já te acompanhando.
Sobre esse tema é verdade que muitas mulheres parecem esquecer de si quando casam e têm filhos.Mas,percebo que ultimamente por influencia da mídia(Talvez ou não) as coisas estão mudando,ao menos aqui onde vivo vejo mulheres de uma certa idade,belas e vaidosas dando show de estilo em muita menininha nova!
Da Itália,
Bergilde

Anabela Jardim disse...

Esmola para São José!
http://anabelanacasadavovo.blogspot.com/

Valéria Martins disse...

Querida Mônica, muitas vezes nós mesmos também detonamos nossas finanças por não saber lidar com dinheiro, por emoções negativas ligadas ao passado, que influenciam nosso relacionamento com dinheiro. Eu venho trabalhando com afinco essa questão dentro de mim, desde que me separei, há 5 anos! Antes, havia quem "cuidasse de mim" (o marido). Após me ver só, comecei a ralar... As descobertas são muito interessantes.

Um beijo, parabéns por tocar nesse tema "espinhoso".