segunda-feira, 16 de maio de 2011

PERDAS MAIS QUE NECESSÁRIAS

*

Penso que quando a gente nasce,a gente já deve começar a se preparar pra perder.

Tenho tentado me convencer ultimamente de que perder pode não ser tão ruim assim.

Pense por um momento em quantas coisas você já perdeu ou ainda vai perder na vida.
Eu,por exemplo,com 46 anos já perdi bastante delas.


- Perdi meu manequim 42.

- Perdi uma vez uma pulseira de ouro que ganhei da minha avó(e depois disso não ganhei mais nada de ouro de ninguém,pois disseram que eu perderia também)

- Perdi aos doze anos uma viagem ao Butantã com a turma da escola por causa da uma crise de bronquite.

- Perdi a chance de ficar calada quando briguei com meu avô por causa do meu irmão mais velho.

- Perdi na mochila um bicho-da-seda que tinha ganhado num sorteio no primário.

- Perdi o sono várias vezes preocupada com as contas da minha empresa e com o salário dos meus funcionários.

- Perdi a aula da Pilates na terça-feira passada porque estava reunida com meu advogado que poderia perder uma causa minha.

- Perdi um dente que quebrei dormindo por causa do meu bruxismo.

- Perdi várias apresentações do meu filho na escola quando pequeno porque tive que trabalhar no dia.

- Perdi o sonho de um dia ser uma grande atriz.

- Perdi a data de pagar o IPTU com desconto.

- Perdi a promoção do Click On de uma escova progressiva.

O que a gente as vezes esquece,é das perdas positivas:

- Perdi meu complexo de altura que me torturava desde criança.

- Perdi uma amiga falsa quando decidi ser mais verdadeira.

- Perdi clientes ruins e ganhei outros muito melhores.

- Perdi o medo de colocar um DIU.Doeu pra caramba,mas eu coloquei!

E a melhor de todas as perdas até agora:

- Perdi a vergonha de dançar de novo e me "esbaldei" de dançar no sábado passado.




# Imagem obtida na internet, casal dançando Marabaixo, cultura tradicional de Macapá -AP

4 comentários:

Dama de Cinzas disse...

Algumas perdas boas, outras nem tanto... rs

Eu e todos nós já perdemos muita coisa nessa vida e parece sempre diretamente proporcional aos anos que se vive...

Beijocas

Jordana Flávia disse...

Oi Mônica!
Realmente perdemos muito durante a vida, mas não podemos negar que com tudo ganhamos ao menos experiência. No mais, podemos aproveitar e tentar aprender com elas... Luz e paz!

Solange disse...

perdas e ganhos..
o tempero que dá motivação à nossa vida.

bjs.Sol

Solange disse...

perdas e ganhos..
é o que dá motivação à nossa vida.

bjs.Sol