quinta-feira, 18 de junho de 2009

CARINHO PARA GISSELLE




Eu adoraria estar aqui hoje postando sobre "pequenos prazeres da vida".

Só que estou postando sobre "as grandes dores da vida".

Comentei aqui no Blog, no mes de maio, sobre um telefonema que recebí de uma amiga que está passando por um momento muito difícil, a Gisselle.
Gisselle, uma alegre e sonhadra mãe de primeira viagem está lutando contra um câncer desde outubro de 2008.Como tem um bebê de 01 ano,Gissele conta com ajuda dos pais, que saíram de Guaraparí para morar com ela em Londres.

Ontem saiu em alguns jornais que o governo britânico está querendo mandar seus pais de volta para o Brasil, alegando que o visto já venceu. Segundo a matéria
o governo alega que Gisselle já "conta com o apoio do marido e também pode contar com o apoio de serviços sociais e organizações que acompanham pacientes com câncer".

Ora,além de todas as dores físicas e emocionais que um câncer pode causar, Gisselle agora tem que provar que precisa dos pais junto com ela num momento tão difícil ?
Se aqui no Brasil já seria difícil ela passar por isso, imagine num país estrangeiro, longe da família ?

12 comentários:

Nina disse...

Hmmm...
Puxa, isso é difícil Monica. O que sei é asim, os paises estao lutando mt contra a ilegalidade nas suas juridicoes. É um tema mt complicado esse. Inclusive eu lembro de ter visto uns casais de brasileiros, exatamente em Londres, sendo pego na chegada no aeroporto, sendo colocado pra domir num quarto (nao sei se era delegacia) e sendo enviado ao Brasil no outro dia. Isso tudo foi o próprio casal que me contou!

quero dizer, os paises estao fazendo de fato faro fino contra a ilegalidade, as pessoas dos paises tem uma certa raiva de imigrantes porque eles "tomam" seus lugares na área de trabalho, mas a gente sabe que isso nao é de hoje. No caso da sua amiga, de fato, é algo bem complicado porque os pais eram conhecidos da justica do país, foram pra lá pra ajudar a filha e nao fizeram nada de errado, mas o governo pode estar vendo isso como uma maneira de futuramente os pais continuarem por lá, de forma ilegal.
Enfim, assunto complicado.
Uma amiga minha passou pela mesma situacao, tbm teve cancer,mas a mae foi e ficou o tempo que precisava pelo visto de turista, depois foi a irma e assim, a familia esteve sempre presente nessa fase difícil. mas eles nao ficaram por lá.
Vc me perguntou o que fazer, puxa, eu nao saberia o que fazer em tal situacao. A Gissele nao considera a hipótese de voltar ao Brasil nao né?? Provavelmente nao, ja que ela deve estar em tratamento... aahh nao sei,nao sei.

Acharia melhor os pais voltarem pra evitar conflitos com o governo ou lutar na justica pelo direito de estarem com a filha no momento de tantas dificuldades. Apesar de que isso leva tempo, o que eles nao podem fazer é ficarem de forma ilegal no país! Ja temos mts brasileiros ilegais por aqui :(

de qualquer maneira, sim, oracao ajuda! e mt.
Um beijo, tbm a Gissele.

Mônica disse...

Que tristeza!Aqui np Brasil a gente ajuda. Sempre tem alguem com força para ajudar os velhos e os doentes.
Mas fora do Brasil rudo fica mais dificil e é nesta hora que mais precisamos de amor e carinho.
Vou torcer para que os pais de sua amiga fique com ela.
Com carinho
xará

Calma que eu Tô pensando disse...

Nossa, que situação triste, torço para que ela se recupere logo e resolva essa situação com os pais.

lika disse...

olá amiga,isso é muito triste mesmo,enquanto bandidos ficam lá sem visto á vontade,pai e mãe não podem nem cuidar de uma filha num momento tão difícil,isso é muito injusto mesmo é de revoltar,mas vou rezar que a giselle melhore e que seus pais possam apoia la nesse momento tão difícil...
fica aqui a meu apoio e carinho
um abraço
lia

brasildobem disse...

Fiquei comovida com a situação dessa moça, Deus queira qu ela consiga sair dessa e dar a volta por cima.
Bjs.
Janeisa

Rossana disse...

Ai, que horror!
Eu trabalho com pesquisa na área de câncer e acho que todos os casos jurídocos ligados a essa doença deveriam ser tratados de forma diferenciada. Muitas vezes as pessoas não tem a menor noção do que se passa com um paciente de câncer, mas não são só transtornos físicos: muitos são demitidos ou precisam pedir demissão para levar adiante o tratamento, alguns precisam ter alguém sempre presente para ajudar no controle do tratamento ou dos sintomas. Lei é lei, é claro, mas num caso desses, poderia ser mais flexível, né? É lógico que ela precisa da presença dos pais: não dá para ela cuidar do bebê sozinha nessa situação! E o pai precisa trabalhar, afinal, quem é que vai sustentar a família?

Bom, acho que a única forma de ajudá-la no momento é rezando e pedindo proteção...

Maria Filomena disse...

Cara amiga,
eu sei, como ninguém, como é isso.....
Desejo o melhor para a sua amiga... Ela há de vencer...
Já passei por isso duas vezes... em 2001 ai no Brasil e em 2007 em Portugal....e estou bem... Portanto: muita fé e não se deixar abater.....
Quanto ao fato do governo ingles querer mandar os pais da sua amiga de volta, é uma grande insensibilidade..., mas cá para nós este mundo anda cheio de casos destes e uma coisa que descobri vivendo cá, é que na Europa a Justiça não é diferente ou melhor do que a praticada no Brasil... às vezes acho que é muito, mas muito pior...., com uma falta de sensibilidade de doer.........
Um grande abraço para ti e para a tua amiga....
de Maria Filomena

Nina disse...

Hoje vc tem uma menininha com 12 anos e mt corajosa, que ficou tristinha num momento do passado, mas que cresceu e virou uma mulher e tanto!
Vc tá lá no cronicas, menina feliz!!

Um beijo com carinho.

Sinnaia disse...

Monica, a única coisa que posso dizer é que vc continue dando muita força pra sua amiga, porque nestas horas nós precisamos saber que todos que nos amam estão conosco, mesmo estando longe...beijos e bom final de semana...

Elaine disse...

Olá!
Estou aqui para retribuir sua visita e palavras gentis.
Que triste essa estória que você conta!
Quanta dor há pelo mundo afora, né?
Tenha um lindo final de semana.
Beijos e fique com Deus.

Menina de óculos disse...

Eu passei pra conhecer seu blog.
Fiquei triste com essa história, mas espero que as coisas se resolvam da melhor forma possível
Um abraço ...

Sabrina Mix disse...

Ai, Monica!

É incrível ver como as autoridades podem ser burras, né?!

Beijos e sucesso!!!