quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

CHORANDO JUNTO COM AS VÍTIMAS DAS CHUVAS




Vou contar-lhes uma história da qual eu gosto muito: a de um menino pequeno cuja mãe mandou-ou fazer algo na rua e ele demorou muito para voltar. Quando finalmente regressou, a mãe perguntou-lhe :


- Onde você estava ? Fiquei preocupada.


E o menino respondeu :


- Encontrei um menino da vizinhança com a bicicleta quebrada e que chorava porque não podia consertá-la. Fiquei triste e parei para ajuda-lo.


A mãe perguntou :


- E você sabe consertar uma bicicleta ?


O menino respondeu :


- Não, mas me sentei junto a ele e ajudei-o a chorar.


Quando as coisas estão quebradas e ninguém consegue conserta-las , há sempre algo que podemos fazer : sentar e ajudar os outros a chorar , para que não chorem sozinhos.
Trecho retirado do livro "QUANDO AS COISAS RUINS ACONTECEM COM AS PESSOAS BOAS", de Harold Kushner

Este texto reflete o meu sentimento com relação as vitimas dos soterramentos atuais.